Author Archive

30 de abril de 2003
By

Observando o fluxo de veículos de uma rua próxima à minha casa, cheguei à conclusão de que o pior problema do nosso trânsito urbano encontra-se nas esquinas. Não somente encontra-se lá, como são elas mesmas o problema. Uma esquina é, como o nome diz, um canto, e todos sabem que coisas ruins acontecem nos...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

29 de abril de 2003
By

Decidi não me importar mais com tudo aquilo sobre o que não tenho nenhum controle. Eu costumava ficar bastante aflito com as coisas que estavam acontecendo e nas quais eu não podia interferir. Por isso, a partir de hoje, resolvi preocupar-me somente com as coisas que não estão acontecendo, pois sobre essas possuo controle...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

28 de abril de 2003
By

Ovos fritos, via de regra, não me atraem muito. Atualmente os ovos cozidos têm despertado mais a minha atenção. Entretanto, sempre que eu como um ovo, não me é possível deixar de pensar no pobre animal que o botou. Meus conhecimentos galináceos certamente não são dos melhores, mas posso ao menos imaginar os instantes...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

27 de abril de 2003
By

Hoje entendi o sentido da palavra privada. Sempre pensei que o vaso sanitário fosse chamado de privada, por ser ali, na privacidade de nosso banheiro, que déssemos vazão às nossas aflições e esvaziássemos nossas consciências. O que seria bastante coerente, pois não sendo pública, é privada, embora eu não entenda nada de coerência. Mas,...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

26 de abril de 2003
By

Estava eu arrumando alguns papéis em casa quando, ao olhar para o meu armário, parei pra pensar em uma coisa: – Porque os móveis têm os nomes que têm? Para início de conversa, os meus móveis, pelo menos, não são nada móveis. Eles até que são bem fixos. E felizmente eles são assim, pois...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

25 de abril de 2003
By

Hoje vi o que parecia ser uma cobra em um terreno baldio perto da minha casa. Como escrevi outro dia, tenho um certo grau de fobia por alguns animais, como coelhos e cobras, mas de todos eles as cobras ganham por vários corpos de vantagem. E por falar em corpos, parece-me extremamente estranho o...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

24 de abril de 2003
By

Estava meditando sobre esse meu problema de dupla personalidade. Para falar a verdade, não posso dizer que é um problema em toda a extensão da palavra. Muitas vezes esse aspecto da minha personalidade tem mostrado alguma utilidade. Por exemplo, eu detesto passar roupa, mas, no entanto, eu adoro fazer isso. Enquanto eu lavo a...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

23 de abril de 2003
By

Hoje foi dia de consulta. O meu psiquiatra, como em todas as consultas, deixou clara a sua opinião a respeito da utilização de atividades artísticas como recurso psicoterápico, recomendando-me fortemente este expediente. Pela milionésima vez, ele disse: – Você precisa sair do seu mundinho fechado e conviver com as pessoas de uma forma mais...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

22 de abril de 2003
By

Hoje uma amiga aconselhou-me a ouvir um cd do ”som das baleias” para relaxar. Eu lhe respondi: – Som das baleias? Som das baleias? Por tudo o que é sagrado, prefiro que cravem lascas de bambu embaixo das minhas unhas, prefiro antes uma sessão de eletro-choque na língua a escutar tão medonhos acordes. Eu...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »

21 de abril de 2003
By

Que agradável surpresa foi ao abrir meu blog e deparar-me com tamanha diversidade de opiniões a respeito dos meus relatos. Comentários dos mais diversos tipos e tamanhos. Enlouqueci de alegria. Eu comecei a escrevê-los esta semana e fiquei espasmodicamente contente com a recepção. Na mensagem de ontem comentei sobre o infeliz incidente gastroenterológico que...
Read more »

Posted in Sem categoria | No Comments »