29 de abril de 2003
By

catastrofe

Decidi não me importar mais com tudo aquilo sobre o que não tenho nenhum controle. Eu costumava ficar bastante aflito com as coisas que estavam acontecendo e nas quais eu não podia interferir. Por isso, a partir de hoje, resolvi preocupar-me somente com as coisas que não estão acontecendo, pois sobre essas possuo controle absoluto.

Posso citar, como exemplo, os terremotos. Como nesse país eles não ocorrem – ou se ocorrem são tão pequenos que podem ser desprezados – eu decidi então me preocupar com eles. Durante as últimas doze horas eu fiquei completamente aterrorizado com os terremotos.

A grande vantagem dessa abordagem é que quando você termina de se preocupar e vê que está tudo absolutamente igual a antes de você começar, o alívio é extremamente gratificante. Melhor até que a sensação que se tem ao tirar um sapato apertado após uma caminhada de 15 km.

Para ser mais exato, a eficiência desse meu método foi tão grande que estou planejando terrificar-me com outras calamidades de maior significância, como: superasteróides em rota de colisão com a Terra, desaparecimento total da camada de ozônio, holocaustos termonucleares, invasões alienígenas, mudança do eixo de rotação da Terra, e assim por diante.

Estou certo que sentirei uma felicidade indescritível por cada flagelo que não ocorrer.

Leave a Reply